quinta-feira, 16 de agosto de 2012

Uma pergunta. Três respostas.

Com empolgação, apresentamos à vocês o mais novo espaço do MSMJ: "Uma pergunta. Três respostas."

Vai funcionar mais ou menos assim: Conforme o nome já diz, uma pessoa faz uma pergunta e daí iremos atrás de 3 pessoas, falaremos com cada uma delas individualmente e pediremos uma resposta. A identidade de cada um será preservada (tanto do dono da pergunta, quanto de quem a respondeu). A pergunta também pode partir tanto de uma mulher quanto de um homem e pode ser direcionada ao sexo que a pessoa dona da questão definir.

Qualquer pessoa pode participar! Para mandar sua pergunta, entre em contato com a gente pela Fanpage ou pelo e-mail: msmj.blog@gmail.com. :)


Leitora pergunta ao público masculino:


"Por que os homens vivem espalhando por aí que gostam de mulheres desencanadas, com bom papo e que não peguem no pé, mas acabam tendo relacionamentos sérios com mulheres ciumentas, que ligam toda hora, cobram e fazem beicinho?"

Homem #1 [19 anos]: Então eu acho que muita coisa que sai da boca de homem tem que ser levado o momento, nenhum cara vai pra balada e fala que gosta de mulher ciumenta que pega no pé... e é dificil mesmo algum homem gostar muito disso, mas um cadinho disso é essencial pra relacionamento. Porém em exagero é ruim e constrangedor em alguns momentos. Eu já passei por um namoro de 1 ano e pouco e em alguns momentos sentia falta desse ciuminho, de coisinhas assim, mas minha namorada não demonstrava muito kkk o que é bom, mas tá vendo homem também é complicado... Eu prefiro o meio termo, um pouco de ciúmes não é ruim, dar espaço pro namorado não é ruim. Depois de rodeios eu acho que no fundo mesmo homem não namora com mulher desencanada e tal por medo, elas são mais inteligentes que eles e podem terminar o relacionamento a qualquer momento, são mais decididas, já as ciumentas os caras sabem que vai ser mais difícil.

Homem #2 [26 anos]: Porque aquilo que a gente diz querer é bem diferente daquilo que a gente realmente quer, no fundo. (E quando eu digo "a gente", estou falando de pessoas no geral, não só homens.) Por um lado, é muito bonito e racional dizer por aí que queremos alguém independente, completo em si mesmo, que se vire e tenha o seu espaço e nos deixe no nosso. Faz todo o sentido do mundo, porque isso traz uma mensagem embutida: "Sou uma rocha emocional, estou tranquilo, estou de boa, não importa o que aconteça ou como a outra pessoa se comporte." Só que não é bem assim. O nosso Racional bola essa teoria quando estamos solteiros, porque faz sentido cognitivamente, mas na hora que estamos com alguém (em todas, na verdade, mas deixa pra lá), quem dá as cartas é sempre o Emocional. E ele gosta, sim, de alguém que queira conversar com ele por uns minutinhos todos os dias, que se lembre dele quando está almoçando, que fique o dia todo bolando um SMS bobo. Que declare amor eterno e louco e proponha fugir a sós e ir vender coco numa praia da Espanha para sempre. O Racional e o Emocional são como dois caras com problemas de comunicação dividindo um apartamento. Cada um decide uma coisa sem comunicar o outro (e ambos estão certos, sob algum ponto de vista), e aí dá a merda que na nossa vida damos o nome de incoerência. Até porque o apartamento pode até estar dividido igualmente entre os dois caras, mas a escritura está no nome do Emocional. Quem decide, no fim das contas, apesar de qualquer protesto, é ele. 

Homem #3 [38 anos]: Xi, fudeu! Eu gosto de descolada! Falando sério, acho que do mesmo jeito que mulheres dizem que querem caras sérios e acabam escolhendo os mulherengos! No fundo muitos caras idealizam algumas coisas nas mulheres e só depois descobrem o que vem junto no pacote! Aposto que tem caras que querem ser o "cara" do relacionamento, com mulheres que aceitem tudo que eles fazem... todo mundo quer ser idolatrado! Por incrível que pareça, muitas mulheres bonitas tem baixa estima (sempre tem algo errado) ou falta de confiança em si mesmas.... e adivinha o que os caras sonham? Exatamente com essas! Outra coisa, que acho que está no fundo do pensamento feminino é que homem é tudo igual, e que se achar um homem melhor que os outros, pegue ele e não deixe ninguém chegar perto! A questão da Zona de Conforto sempre volta a minha mente sobre o assunto. Podemos ter uma ideia sobre o tipo de pessoa que nos atrai, mas a maioria opta pela que gera o melhor custo/conforto. O ciúme é visto por muitas pessoas como um significado de segurança "Se a pessoa sente ciumes é porque me ama!", eu acho isso um engano, ciúmes tem a ver com sentimento de posse! Eu sempre considero dois tipos de ciumentos, a) O inseguro b) A projeção. O segundo que é o mais interessante, é aquele que trai e não quer ser traído, esse tipo costuma ter um ciúmes bem agressivo enquanto o primeiro vai depender do grau de insegurança. Sobre o beicinho cuti-cuti, sei lá. Um dos sonhos sexuais masculinos é a Lolita de Nabokov, ou talvez seja o medo das pessoas ficarem velhas, ou ainda a infantilização instintiva, como o do cachorro que vive em casa, algo de sobrevivência. Não consigo compreender muito bem como isso acontece! Mas é certo que uma infantilização da relação parece, para a maioria dos casais, algo que pode prolongar a relação.


***

32 comentários :

  1. Respostas
    1. se tem uma coisa que não esperava era sinceridade hahahahhahahahahha

      Excluir
  2. Opa, também dá para falar do mito da pessoa desencanada! Será que existe alguém 100% desencanado? Alguém sem preocupações, tranquilo, etc? Acho que tem uma barra de graduação entre o 100% desencanada e o totalmente estressada com o relacionamento. Acho que muitos poucos conseguiram essa situação zen de 100% desencanada. O problema é que há um boa quantidade no 100% estressada, mas a grande maioria está distribuída na barra com um tanto de cada!
    Eu sei que estou praticamente no 100% desencanado, mas não sou assim, tão seguro, para dizer que sou 100%! :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é o teu racional que está dizendo... ;)

      Excluir
    2. Eu tb acho que estou do lado mais desencanado da barra, mas vai saber né!? O bom disso tudo foi reafirmar o meu mantra - você pode me amar ou me odiar, a escolha é sua, porque eu sou assim e sou feliz assim ;)

      Excluir
  3. Vou dar minha opinião aqui tb... Eu me surpreendi com as respostas, com a sinceridade... enfim, pra mim, isso rendeu muito mais do que eu esperava. E por alguns motivos:
    1º) Eu pensava que a diferença de idade de cada cara, resultaria em respostas que discordassem uma das das outras. E não, vi que caras de 20-40 não pensam tãããããão diferente assim.
    2º) Homens são o 'mimimi' de um relacionamento. Choquei com isso.

    Ok, foram apenas 3 caras... mas algo me leva a crer que a maioria deles é assim mesmo. E é engraçado... nós mulheres somos vistas como AS sensíveis e no final das contas, quem não 'segura o tranco' mesmo, são os machos aí. Pasmei.

    ResponderExcluir
  4. Kelly, se muitas mulheres procuram homens que tragam segurança ao relacionamento, muitos homens tb procuram mulheres que tragam essa segurança.
    Claro que o perfil de segurança procurado parece ser diametralmente oposto!

    Droga, agora estou com Engenheiros na cabeça! hahahaha

    ResponderExcluir
  5. Sei que está um pouco tarde pra opinar alguma coisa aqui, mas só queria fazer um comentário também rss:

    Sobre os níveis de "desencanamento" e a relação num geral... Não depende só de 1 pessoa, sempre tem ai uma troca e ela querendo ou não muda até a forma de ver das coisas. Vou dar um exemplo prático que aconteceu comigo, não é de namoro, mas vocês vão entender:

    Uma colega do trabalho virou uma amiga muito querida, mas ela é mulher e em ambiente de trabalho, homem e mulher fazendo amizade sempre gera fofocas nos corredores! Pois bem, não demorou pra começarem a falar que eu estava "pegando" essa estagiária (pra ajudar ela é estagiária)...
    Porém, uma fofoqueira dessas do tipo leva e trás, foi falar no ouvido da diretora que estavamos tendo um caso e MAIS, que eu ficava com ela na sala do telefone (onde a fofoqueira trabalha) e que atrapalhava ela trabalhar porque ao chegar do almoço não podia entrar na sala porque eu tava com ela lá. Sendo que a verdade mesmo é que ela evitava entrar na sala do telefone o máximo que podia pra ficar cantando o cara do CPD e usando a internet e usou essa história pra justificar que um dia a diretora chegou e viu ela lá no CPD...

    Bom, a diretora me chamou né e blá blá blá blá... eu só concordei com a cabeça e disse que tão falando demais pois não tinha nenhum fundamento isso tudo.

    Quando contei pra estagiária, ela me disse que tinha medo disso prejudicar ela no estágio... ai eu parei, pensei, e não conversamos mais lá dentro do serviço, só fora em dias de folga.

    Ai um dia nós conversávamos e ela me perguntou: "Por que você diz que não se importa com a opinião dos outros e só porque a diretora disse aquilo da gente você não está mais falando comigo lá dentro?"

    Ela sempre me desafiava nas conversas, tentava me fazer cair em contradição, mas a resposta foi bem clara pra ela:

    "Pra mim realmente não faz peso nenhum, se eu quiser e você permitir posso até te dar um abraço aqui agora na frente de todos que tenho a consciência tranquila que não passa de um abraço entre amigos, tou cagando e andando pra opinião dos outros. MAS... você me disse que está preocupada com o fato da diretora querer prejudicar o seu estágio por conta desse boato. Portanto, a sua preocupação passou a ser minha também pois o assunto envolve a nós dois!"

    ----------

    Se estiver difícil colocar esse exemplo no assunto abordado, eu ajudo: o cara quer um relacionamento com uma mulher desencanada, mas muitas vezes não percebe, na ingenuidade por não conhecer de fato um relacionamento, que as palavras "relacionamento" e "desencanado", não fazem um par muito bom...
    Por quê? Porque um relacionamento exige comprometimento dos dois lados. O "descompromisso" você quer quando NÃO quer um relacionamento, quer uma menina pra apenas transar e ficar quando for conveniente (na balada), uma menina que vai transar com o cara e que não está nem ai se na outra balada encontrar com outro que vai transar com ele também, não porque ela é uma puta, mas porque não tem "compromisso" com ninguém...

    Na hora que começo o "relacionamento", não dá mais pra ser "desencanado", você pode até ser, com as coisas ao seu redor, mas dentro do relacionamento, as coisas que competem a ele como carinho, afeto, atenção e até o ciúmes que não deve ser visto como algo ruim, mas apenas como um medo irracional da perda, que em uns é mais forte, em outros nem tanto, mas no relacionamento essas coisas são meio que alicerce...
    Um vai querer atender as necessidades do outro e ai o "desencanamento", se for um perfil dos dois, passará a ser da parte dos dois para com o resto do mundo e não de um para com o outro...

    Falei muito e enrolado, mas é bem simples de entender (pelo menos na minha cabeça kkkk)!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendi, curti e vou refletir sobre.
      Beijo!

      Excluir
    2. Eu tbem acho, não tem como em um relacionamento vc ser 100% desencanado..o meu marido me considera desencanada e não sou, eu vou para cima quando vejo algo errado, geralmente da pessoa que estiver passando da linha, eu acho que está faltando atenção, eu peço e vale o mesmo para ele, pq nenhuma dos dois tem como passar o dia pensando no que o outro precisa ou quer.
      Como diz aquela música, para mim é exatamente isso:Quando a gente ama é claro que a gente cuida...

      Excluir
    3. Eu até concordo em partes com vocês, mas a pergunta não está falando de mulher desencanada no sentido de "não está afim de relacionamento sério". A descrição do desencanada ali vem acompanhada do bom papo e sem pegar no pé. Eu diria que remete mais a mulher descolada, independente, inteligente, um tipo cada vez mais comum entre nós. E sim, 90% dos homens dizem que querem mulheres assim. Isso não tem nada a ver com transar na primeira noite ou não, com sair com outros caras ou qualquer outro tipo de comportamento baladeiro. Isso tem a ver com a postura dentro do relacionamento. E, pelo o que os nossos consultores disseram, apesar de dizerem que não aguentam ciumentas, os homens lidam melhor com elas pela falsa segurança de "se sente ciúme, está na minha". O bom papo pode também ser olhado assim, porque ela é ótima pra hora de conhecer, ótima pra apresentar pros colegas de trabalho, mas e na hora que ela tem argumentos suficientes para te provar que está errado?? Isso não é fácil de lidar para quem quer a segurança do controle. Acredito que as interpretações tenham sido diferentes por questões puramente pessoais. Cada uma fala o que isso cutuca dentro de si. A meu ver, olhar mulher desencanada como baladeira que pega todos não faz o menor sentido. Assim como não gosto da ideia implícita de quem é baladeira e pega todos "não é menina pra namorar". No fundo, é o resquício machista dominando os julgamentos. E sim, isso ocorre com muitos homens.

      Excluir
    4. O Mica, entendi o que você quis dizer e até concordo também, mas o final ai onde você diz:

      "não gosto da ideia implícita de quem é baladeira e pega todos "não é menina pra namorar"."

      Eu não sei se foi referente ao que eu disse, mas quando eu falei da menina que não tem compromisso com ninguém, acho que usei um termo um pouco forte... Não quis ser machista com esse comentário, e isso vale para mulheres e para homens também, só direcionei na hora porque a pergunta foi, pelo que eu entendi, de uma mulher para um homem...
      Mas a menina que não quer compromisso com ninguém era alguém, ali no caso, que "naquele momento em específico da vida", não está a fim de compromisso, e isso não tem, como eu disse, nada de errado, ela (ou ele) está curtindo a vida... Mas se encontrar alguém especial, ou se a visão, o foco mudar, e ela sente que está na hora de um compromisso, o comportamento será diferente dentro de um relacionamento, mas ela não deixará de ir na balada e nem de ser descolada por isso...

      A personalidade não muda, o que muda é o comportamento dentro do relacionamento... baladeiro continua baladeiro, caseiro continua caseiro, careta continua careta, mas o comprometimento com o parceiro é que fica mais intenso, porque agora é pra valer, e não apenas uma "curtida"...

      Excluir
    5. Mica eu quis dizer desencanada no sentido de não pegar no pé mesmo.O status de independente, descolada não define a maneira de se relacionar de uma pessoa.Existem mulheres que são 100% independente, otimo papo e morre de ciumes, pega no pé...não tem como vc pegar o estilo de vida da pessoa e definir isso.
      Quanto ao que o David citou da menina na balada, eu entendi que ele não se prendeu no comportamento da pessoa e SIM, que eu concordo no sentido que..se eu saio com um cara e depois vejo ele com outra em outra balada, para mim isso não é ser desencanado ou descolado, isso quer dizer que não está a fim de mim e eu tbem nem quero um cara desses...
      Eu não suportaria viver com uma pessoa que vc faz o quer da sua vida, eu acompanho...batemos um bom papo e cada um no seu esapço.Porra preciso de uma cara desses para que?Quero que saber da sua opinião, de quando não gosta fala, etc... assim como eu vou fazer o mesmo!
      E essa coisa de que homens querem mulheres assim ou assado, pq quer estar no poder Ou sente mais segurança, isso tbem é um pensamento muito feminista.
      Tem homens que gostam de mulheres nehm nehm pq eles gostam e ponto.Tem mulheres que gostam de abacate e ponto.
      Esse assunto fugiu para um lado nada a ver...

      Excluir
    6. Posso rir? kkkkkkk
      Fugiu mesmo, porque que eu fui comentar?! Olha o estrago! kkkkk
      ADOOOOROOOO!!!!!

      Excluir
    7. Gente, eu quis dar a minha opinião tanto quanto vocês, não foi um ataque pessoal a ninguém.

      David, quando falei da menina baladeira falei em contraposição ao que vc disse sim, principalmente porque fui pela lógica: se estamos falando do comportamento dentro do relacionamento, o comportamento de quem não está num relacionamento é irrelevante. E aí tentei mostrar, baseado nas respostas do post, o que eu entendi do que foi dito. Era só isso.

      Sun, eu não contrapus nada que você disse. Meu diálogo era com o David, como expliquei acima. Mas não acho que o fato da discussão evoluir dentro das hipóteses de cada um sobre a questão, seja fugir para um lado nada a ver. É apenas conversar sobre isso e cada um vai falando o que pensa, concordando, discordando, refletindo. Tanto quanto numa mesa de bar.

      Machismo: acho engraçado como só usar este termo e suas flexões gera indignação rs Se eu tivesse escrito patriarcado ou tradicionalismo, a coisa já seria diferente. Mas eu uso machismo porque vivemos numa sociedade machista, historica, cultural e economicamente construída há milênios assim. Todos, por mais que nos vigiemos e desejemos a igualdade, temos nossos machismos. Até eu que sou feminista, tenho os meus. Isso porque fomos criados assim, dentro de uma organização social que funciona assim. O processo de identificar esses machismos, refletir sobre os mesmos e decidir se concorda ou não é pessoal. A parte, eu diria apenas que o lance de sentir segurança com certo tipo de pessoa foi colocado nas 3 respostas do post, por 3 homens de idades diferentes e de locais diferentes, não foi pela feminista aqui ;)

      Excluir
    8. Ahhhhhh booommmmmmm.... Tuuudo bem! Entendi.
      Poxa, tava quase pedindo a conta já pra ir embora, mas se é assim então pode descer mais uma ai que a gente continua a discussão... (mas vou esperar agora a próxima pergunta pra quebrar o pau de novo kkkkkkkkkk)

      Mica... ó... coraçãozinho pra você! ;D

      (não sei fazer esses deseinhos com os caracteres, então escrevo mesmo rsss

      Excluir
    9. Jura!? Porque não é a primeira vez que eu comento e fica um climão hahahahhaa Confesso que as vezes nem falo nada para evitar, mas poxa é impossível para mim não ficar refletindo lendo tudo o que vocês escrevem... Acho que deve ser meu jeito de escrever... mas pior é que eu falo assim mesmo...

      Coraçãozinho é sinal de menor e o número 3, < 3 (sem o espaço) rsrsrs

      Excluir
    10. Uouu gente, somos da casa e o nome do Blog já diz tudo:A saia tem que ser Mais Justa!Algumas vezes discordando das pessoas e não como aquelas que ficam no programa inteiro fazendo..ownn. está certo..é..verdade!!
      Eu comecei explicando o meu desencanada para grifar o meu sentido.
      Continuo com o meu ponto de vista:O homem querer ou gostar de mulher que sente ciumes ou sei lá o que não é querer estar no poder e os 3 que responderam foram parecidos, mas isso não quer dizer Machismo, porque não carência?Como vc mesma disse, existe na sociedade vícios que carregamos e uma delas é que lá atras, meio que foi identificado que Interesse=cuidar, etc...e hoje eu não vejo isso como machismo, pq quer ter controle ou não.Vejo isso como carência das pessoas, ambos os sexos de se sentirem bem qdo sente que o outro ligou para saber se vc está bem, ou se o outro reparou que tem outro te olhando...De repente curte uma pessoa super desencanada e não quer esse tipo, pq existe um vazio dentro dele que quer atenção.Ponto!

      Excluir
    11. Será machismo, carência ou pura insegurança?

      Acho que grande parte das ações que consideram machismo são reflexo de insegurança. A pessoa se baseia em um comportamento histórico para conseguir uma posição de poder, que não fez por merecer!

      Muitas mulheres acreditam nisso tb pq foram criadas vendo os contos de fadas versão Disney!

      Um homem inseguro + uma mulher insegura = a um relacionamento típico que classificamos no machismo. O homem tentará se impor por apenas achar que o papel dele é ser impor e a mulher aceitará por achar que o papel dela é esse!

      Considero a mulher desencanada quando não aceita o papel "traçado", quando ela vive do jeito que ela acha correto e não do jeito dos outros!

      Excluir
    12. Mica... <3
      É assim? kkkkkkk

      Mas sério agora, a Sun chegou no ponto ali agora, não é uma saia justa, é uma saia "mais" justa... não tem climão, só gente dando opinião e GRAÇAS A DEUS que não são todas iguais e nem é todo mundo concordando com todo mundo... isso seria um porre, ou "Casos de Família" kkkkk

      Mas esse aqui já rendeu o que tinha de render, repito que estou esperando a próxima pergunta de 3 respostas pra cair matando! kkkkk

      Adoro esse blog! Que saudade de comentar aqui! rsss :D

      Excluir
    13. Flavius isso!Para ser desencanda é ser segura.Tbem acho que tudo que é muito radical é insegurança.Príncipe?Digo isso sempre...quero o Sapo, o Lobo são "desencanados" de ter que ser algo!hahahha...

      Excluir
  6. Respondendo a pergunta da pessoa, não sou homem mas vou falar a minha teoria, que vale para os dois sexos.
    Homens querem aquele tipo de mulher porque está na TV, revista ou alguém disse, sabe tipo revista quatro rodas e Playboy, pois é...e qdo tem não é bem isso, preciso daquilo um pouco e um tanto daquilo outro.
    Sempre queremos ter o que não temos e enchemos o saCU daquele(a) que está conosco.
    Não tem modelo, caixinha para isso...a Paixão, Amor qdo aparece, a gente não quer saber se é desencanado, atrofiado ou diabo a quatro, a gente quer é ser feliz Junto e para isso, tem que falar, pedir, doar um monte de coisas.Bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acredito que haja muitos homens que procuram a coelhinha da Playboy, do mesmo jeito que muitas querem ser a princesinha da Disney!

      Infelizmente os padrões impostos pela sociedade como "o que é sucesso", "o que é felicidade" são socados goela abaixo e sem nem mesmo percebermos.

      Homem de sucesso tem AP show de bola, carrão e uma mulher bonita do lado!
      Mulher de sucesso atualmente (esse conceito mudou a menos tempo que o do homem) é uma profissional, com filhos e casada com um homem de sucesso!

      O que vejo é um monte de gente se tratando e o Zé da Silva, lá na fazenda, desconectado, vivendo a vida dele muito bem obrigado, sem gastar uma fortuna tentando entender os problemas dele lembrando do dia em que roubaram o brinquedo dele no parquinho e ninguém fez nada!

      No fim o relacionamento de sucesso é aquele que nos faz feliz. Um relacionamento pode ser de sucesso por um tempo e depois deixar de ser. O problema é tentar a sobrevida dele! hehehe
      Como tu dissestes Sun, não há fórmula! No meu relacionamento de sucesso não tem lugar para ciúmes, mas também não aceita a traição. Tem gente que acha que o relacionamento de sucesso é um relacionamento aberto (que não serve para mim). Tem gente que vai dizer "só não tem ciúmes quem não ama" o que eu discordo, mas é uma opinião, é a "fórmula" da pessoa né! ;)



      Excluir
    2. A mulher evoluiu dessa maneira, da geração da minha mãe para a minha, o pulo foi enorme!Era muito mais simples qdo casavamos, tinhamos os filhos e o marido trazia o salário para dentro de casa.A mulher teve que aprender lendo, nos tropeços o que é ser essa mulher de hoje, masss...esse padrão da mulher perfeita é FODA de seguir e cumprir.Nos casos que envolve filhos é pior ainda, pq a maternidade de cuidar, ajudar, viver o crescimento está na mulher e hoje ela se cobra muito, sem tempo para ser tantas mulheres ao mesmo tempo!O que acontece...desequilibra..mulher mãe não tem tempo para mulher amante, mulher trabalho leva mil coisas juntos, etc...estamos evoluindo para que possamos chegar ao meio termo...
      Nossa, fugiu do assunto de novo, mas eu vou confessar uma coisa:Já cheguei ao ápice de muitas coisas e não estava feliz, nesse momento eu me despi da super mulher e pedi para o meu Super Marido me dizer que se o mundo acabar, ele me protegeria?Sim, sempre...tenho as minhas carencias/insegurançaas e busco na pessoa que eu amo as respostas!Já disse uma vez para a minha mãe que jamais queria ter a vida de dona de casa dela, cresci pautada em não ser assim e confesso, que muitas, mas muitas vezes eu inevejei a vida da minha mãe.Freud explicou e booora, o importante em uma relação é não ser orgulhoso, ser omisso as suas necessidades...poxa vamos ser Feliz, que já é dificil a beça!

      Excluir
    3. Corrigindo:Não ser Omisso as suas necessidades..

      Excluir
  7. Hehehhe

    Em um trecho "A beleza nem sempre vem acompanhada de boa autoestima e um ego fortalecido..."

    http://mulher.uol.com.br/comportamento/noticias/redacao/2012/08/22/por-que-beleza-sucesso-e-carisma-nao-evitam-que-voce-seja-traido.htm

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Logo em seguida "Quem é inseguro acaba contaminando o parceiro com desconfianças e ciúmes, "

      Excluir
    2. muito bom, vale ler!O mau do relacionamento atual, esta na falta de comunicação, na preguiça de melhorar.Perguntaram para uma senhora de 85 anos, que estava casada há 67 anos e bem feliz, qual era o segredo.Ela disse que na época dela quando quebrava alguma coisa o comum era concertar e assim vale para a vida a dois!

      Excluir
  8. Gostei também, não curti muito a ideia de um dos psiquiatras, mas deve ser justificável dentro da linha que ele trabalha. Até concordei com ele, mas acho muito perigosa rs.

    Isso tudo é muito trabalhado em terapia, todos sabem que eu fiz porque eu sempre falo disso, então trabalhei muito o que foi dito na reportagem. E não só em relações amorosas, mas em todas. Não ter segurança, não saber quem se é, não saber seus limites, o que aceita, o que não aceita, atrapalha todas as relações - amizade, trampo, família, namoro... tudo.

    ResponderExcluir

Não somos responsáveis pelas opiniões e informações contidas nos comentários. A responsabilidade é única e exclusivamente dos seus autores. O Minha Saia é Mais Justa preza pela diversão, troca de conhecimento e respeito entre seus leitores e comentaristas.